Perfil

Entrevista: Luiza Polli

Por  | 
Fotos: Ana Kacurin

Fotos: Ana Kacurin

Esses prédios que a gente olha e pensa: quero morar aqui. Rua silenciosa, apartamentos com cara de ter moradores que emprestam uma xícara de açúcar. Visualizou? É em um edifício assim, no Humaitá, que fica o Ateliê Göra, da estilista Luiza Polli. Ela abre a porta como se fosse uma velha amiga, recebe como se fosse na própria casa. Você se sente à vontade em questão de minutos. Isso tudo em meio a modelos que vestem uma mulher clássica, mas também  deixam brilhando os olhos das moderninhas. Sua moda é sofisticada, mas sem ser presunçosa.

Conheci o trabalho da Luiza quando a Ana Hoffmann postou uma foto do editorial da marca (os buquês eram da Alecrim). Fui dar uma fuçada no Face e adorei o que vi.

Semanas depois teve o lançamento e conheci de perto a coleção Essência Crativa. Adorei!

Não pensei duas vezes quando precisei de um vestido para umas fotos. E aí voltamos para o início do texto.

Luiza é superatenciosa. Pede licença para atender o telefone de um número desconhecido: “pode ser noiva”. E pergunta se existe algum problema de a mãe dela e a irmã (grávida – Luiza será madrinha e conta isso com um sorriso de orelha a orelha) irem ao ateliê :)
Depois de colocarmos o papo em dia – como se nos conhecêssemos há anos, vou embora com dois vestidos lidos. Está garoando. Ela sobe as escadas e volta com o guarda-chuva que mais ama, comprado no México e cheio de história… Fiquei até sem jeito de aceitar, mas não podia molhar os vestidos. Expliquei que eu sempre devolvo livros (e CDs na época que a gente emprestava/usava esse tipo de coisa e Tupperware – muito Amélia esse papo de Tupperware!) para deixá-la mais tranquila. Fui embora como se tivesse passado a tarde de papo com uma velha conhecida…

Sim, eu já devolvi o guarda-chuva :)
Não, não conheci a irmã grávida :(

A estilista Luiza Polli. Foto: Claudia Araujo

A estilista Luiza Polli. Foto: Claudia Araujo

Luiza é formada em Design de Moda pela PUC-Rio. Trabalha há três anos com moda, um e meio exclusivamente para o seu ateliê, Göra. O nome significa construir/fazer/trabalhar em sueco. “Acredito que nós, estilistas do segmento da moda noiva e festa, temos esse trabalho da construção passo a passo com as nossas clientes para realizarmos os sonhos delas. Temos a missão de pensar nos detalhes e fazer a diferença para criar a exclusividade”, pontua.

Por que vestidos de noivas?
Sempre amei trabalhar com roupas mais sofisticadas e cheias de detalhes. Fui criada perto da minha avó que fazia figurinos para Rede Globo. Principalmente novelas de época. Acredito que esse contato com detalhes e rendas ficou em mim. Sempre amei esse mundo mágico da alta costura. Além disso, acredito muito no casamento e adoro comemorações. Foi uma forma de atrelar a moda com meus valores pessoais.

Que noiva veste Göra?
A que preza pela tradicionalidade, mas não abre mão de um toque de contemporaneidade. É uma noiva que busca um vestido com elementos que foram pensados exclusivamente para ela.

Por que “Essência Criativa”?
Como foi a minha primeira coleção, busquei me inspirar na essência da mulher contemporânea. O que hoje representa as características e valores estéticos femininos. O nome também representa a minha própria essência.

Como foi o processo de criação?
Inspirei-me em diversas mulheres que foram e são ícones de beleza. Em paralelo criei um mood board com várias imagens que me transmitia essa essência da mulher contemporânea. Fiz uma série de cruzamentos e painéis e, aos poucos, foram surgindo os desenhos. O processo de criação foi de forma linear. Primeiro procurei entender o que poderia me representar como traço em relação ao design dos meus vestidos. Depois pesquisei tecidos que complementariam os croquis. Optei por seda pura Dior, cetim bucol, musseline toque de seda, renda Chantilly francesa e espanhola, crepe Armani, seda devorada e tule.

A coleção rendeu um editorial lindo, clicado pela talentosa (e estilosa) Ana Kacurin.
Beleza de Angela Ribeiro, acessórios Leila Rodrigues  e buquês  Alecrim.

1Editorial atelie gora fotos ana kacurin blog noiva bonita (4) 2Editorial atelie gora fotos ana kacurin blog noiva bonita (1) 3Editorial atelie gora fotos ana kacurin blog noiva bonita (8) 4Editorial atelie gora fotos ana kacurin blog noiva bonita (5) 5Editorial atelie gora fotos ana kacurin blog noiva bonita (3) 6Editorial atelie gora fotos ana kacurin blog noiva bonita (7) 7Editorial atelie gora fotos ana kacurin blog noiva bonita (6)

 

 

Tisa Jaques é jornalista e produtora de moda. Escreve sobre casamentos desde 2008. Costuma brincar que a sua missão é não deixar as noivas perdidas na linha tênue entre o brega e o chique.

Você precisa estar logado para comentar Login

Deixe uma resposta